vascular-news.png

Vascular News

Complicações e diagnóstico das varizes

Eczemas: inflamação caracterizada por vermelhidão, coceiras ou lesões com bolhas que se tornam escamosas, ou secretam líquidos.

Hiperpigmentações: Manchas escuras, marrons, irreversíveis. Também conhecidas como dermatite ocre. Por serem manchas irreversíveis, causa dano estético eterno, além de ser um aviso de que a seguir poderá surgir uma úlcera varicosa.

Hemorragias: Sangramentos ocorrem quando estas varizes rompem, porque se encontravam com a parede fina e fraca. Há risco de ocorrer durante o sono ou depois de uma batida no local ou até mesmo espontaneamente. Essa situação leva o paciente apavorado ao pronto socorro.

Úlceras: conhecidas como úlcera varicosa, geralmente são acompanhadas de infecção, malcheirosas e limitam a convivência social da paciente. São difíceis de cicatrizar, requerem tratamento prolongado e nem sempre cicatrizam.

Tromboses: Podem ser superficiais (menor gravidade) ou profundas (maior gravidade). A trombose venosa pode evoluir para embolia pulmonar, que é muito temida complicação da trombose. A trombose profunda é muito mais grave que a superficial.

O diagnóstico é realizado principalmente mediante minucioso e cuidadoso exame clínico realizado no consultório, sempre com a paciente em pé.

O exame de Ultrassom Doppler ou Duplex Scan deve ser realizado quando houver dúvidas, porém, este é um auxiliar do exame clínico.

O pior cenário sempre será o não tratamento, não buscar o atendimento de um médico especialista. E se tiver varizes, te incentivo a buscar um cirurgião vascular especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Vascular. Com certeza terá o melhor tratamento e para seu caso.