Vascular News

Sinais e sintomas de trombose venosa

A trombose acomete cerca de 400 mil pessoas todos os anos no Brasil, entenda mais sobre essa doença vascular


Trombose é a formação de um coágulo de sangue (trombo) no interior de uma veia, que pode ocorrer por muitas vezes em veia superficial (aquelas que vemos a olho nu), abaixo da pele. Nessa localização é chamada de trombose superficial ou flebite.

Mas quando o coágulo de sangue se forma em veias profundas é quando acontece a trombose venosa profunda, também conhecida como TVP.


Seja qual for a localização, a formação do trombo acarreta numa inflamação na veia, que pode levar a uma obstrução parcial ou total.


Causas da trombose venosa

É importante ressaltar que para ocorrer a formação de um trombo é necessário que aconteça ao menos uma destas alterações:

  • Diminuição da velocidade do sangue dentro da veia. Isso pode acontecer se a pessoa permanecer sentada por muito tempo (viagens de avião ou automóvel), em pacientes acamados, cirurgias prolongadas (principalmente as ortopédicas), gesso nas pernas, por obesidade, entre outras causas.

  • Alterações ou agressões à parede da veia, como varizes, introdução de agulhas quando se faz uma injeção na veia, ou, ainda, sedação para endoscopia.

  • Alterações na Coagulação por conta de gravidez e as alterações sanguíneas comuns nas cinco primeiras semanas do pós-parto; uso de anticoncepcionais; reposição hormonal. Ocorre também em pacientes com câncer e alterações nos fatores da coagulação sanguínea por herança genética ou outros fatores como cirurgias.

Diagnóstico de trombose

O diagnóstico pode ser clínico por meio do exame físico no consultório do especialista. O ultrassom identifica veias suspeitas e pode ser um instrumento útil no auxílio ao diagnóstico e tratamento. Alguns exames específicos de sangue também podem estar alterados e dar esse suporte.


Os riscos da trombose

A trombose superficial raramente provoca sérias complicações, exceto quando a trombose está na veia safena, próxima à virilha.


Por outro lado, na trombose venosa profunda, o risco de complicações é grande e pode ser grave. A mais temida é a embolia pulmonar, em que o trombo vai parar nas veias pulmonares, o que bloqueia a passagem de sangue para o órgão.


Tratamento da trombose

O tratamento é feito por meio do uso de anticoagulantes por um período inicial de três a seis meses. As meias elásticas de compressão também são necessárias para o tratamento. Mas esse protocolo só é seguido após a identificação da causa da trombose.


Hoje há uma preocupação maior com as pessoas que realizam viagens mais longas,, com mais de três horas. Essa é uma das principais perguntas durante as consultas em meu consultório.


A trombose venosa ocorrida durante viagens prolongadas já foi referida há muitos anos, mas tornou se mais divulgada e popularizada após a morte de uma jovem que realizou uma viagem longa e que teve morte súbita ao se levantar para desembarcar, em decorrência de uma embolia pulmonar.


Por esse motivo, a trombose foi então batizada de “síndrome da classe econômica”, porque acontece mais em passageiros de avião que viajam na classe econômica, em virtude dos minúsculos espaços para as pernas e dificuldade para se movimentar. Estas viagens, sejam de avião, ônibus ou carro aumentam o risco de ocorrência da trombose.


Como prevenir a trombose

Para evitar que isso aconteça, a recomendação dos especialistas é que sempre que precisar passar longos períodos de tempo sentado, ande 5 minutos por hora pelo menos. Durante o período em que estiver sentado, flexione os pés e as pernas, dobrando e esticando os pés, joelhos e coxas para fazer com que o sangue circule.


O uso de meias elásticas durante estas viagens também ajuda a diminuir o risco de incidência da trombose

E se com você já aconteceu de ter as pernas inchadas durante uma viagem ou se você já teve trombose, é recomendável o uso de remédios anticoagulantes para realizar viagens longas.


Seja qual for a causa ou o grupo de riscos para o surgimento da trombose, a prevenção sempre será o melhor caminho. Procure seu médico cirurgião vascular especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Vascular e busque a melhor orientação. Sua saúde é o bem mais importante!

Home

Clínicas

Unidade Itapeva

Rua Itapeva 240 - Bela Vista

São Paulo - SP - 01332-000

Unidade Tatuapé

Av. Celso Garcia 3884 cj 12

São Paulo - SP - 03064-000

Central de
Atendimento

11 3253-3034/3266-4652 (Itapeva)

11 2295-3970/2294-1897 (Tatuapé)

  • Whatsapp
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • email

Se preferir preencha o formulário abaixo e em breve entraremos em contato

© 2019 por Dr. Jorge Kalil. Desenvolvimento Obla Digital