vascular-news.png

Vascular News

Veia safena e tratamento para as varizes

A cirurgia a laser das varizes, assim como a radiofrequência, na maioria das vezes inutiliza a safena. Estes tratamentos têm indicações restritas e devem ser analisados como exceção e não como ROTINA.

Além disso, outra observação muito importante é que na cirurgia a laser, a veia reabre, ou seja, volta a ter o mesmo defeito em dois a três anos em grande número de pacientes.

Também devemos estudar a possibilidade de se retirar apenas a parte da safena que estiver comprometida, seguindo rigorosos critérios de seleção destes pacientes.  Sou adepto da consagrada cirurgia convencional ao qual mantenho a medicina baseada em evidências ao melhor tratamento, tendo em vista que não existe até o momento nenhum estudo científico que comprove que a cirurgia a laser é melhor que a convencional, além dos benefícios do menor custo.

Ou seja, vamos preservar o máximo possível esta importante veia do membro inferior.

Quando indicamos a cirurgia das varizes, a preservação da VEIA SAFENA é recomendável sempre que possível, ou seja, se ela estiver normal ou com pequenas alterações que ainda permitam a sua recuperação isso sim, deve ser considerado.

Vários estudos nacionais e internacionais demonstram que a retirada de varizes pode melhorar muito a função de uma safena parcialmente comprometida.

Importante também frisar que a cirurgia de varizes, sem a retirada da safena, é muito mais simples, menos invasiva e a recuperação é rápida. Nestes casos, a cirurgia é realizada sem cortes e sem dar pontos.

O procedimento é realizado apenas com agulhas.

Por conta disso, ninguém melhor do que o médico cirurgião vascular especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular para melhor avaliar seu caso e orientar como será realizado o procedimento cirúrgico, se necessário.